terça-feira, 14 de setembro de 2021

Uma Paixão Vermelha e Branca – Parte II

Quando escrevi para o livro ‘’Colorados – Nada Vai nos Separar ‘’ eu não fazia ideia de onde o amor pelo Inter poderia me levar ou de quanta força eu teria para chegar onde estou hoje. Só sei que eu consegui realizar muito além do meu sonho da época que era morar perto do Beira Rio e poder ir aos jogos torcer de perto pelo Inter.
Dois anos depois da publicação da minha história no livro eu já me encontrava morando em Porto Alegre e começando minha trajetória como colaboradora do Sport Club Internacional. Aconteceu tudo muito rápido, graças a Deus tive o privilégio de conhecer pessoas que me ajudaram ao longo da minha vida e contribuíram para que tudo isso fosse possível. Mesmo morando longe da minha família e não conhecendo nada na cidade eu segui firme e consegui viver esse sonho de estar perto do meu clube do coração.
Hoje entendo que eu precisava estar onde estou, precisava da força dessa paixão pelo Inter para superar muitas coisas que vieram a acontecer um tempo depois na minha vida.
De torcer de longe, acompanhar a rotina do clube apenas por notícias na TV, rádios e internet à poder estar dentro do Beira Rio todos os dias há 7 anos, em todos os jogos, e acompanhar o dia a dia do clube contribuindo não apenas como torcedora, mas também como funcionária, isso é muito gratificante e sou realizada por ter esse privilégio que muitos colorados e coloradas gostariam de ter: de estar tão perto do Inter. Hoje posso dizer que o Beira Rio é sem dúvidas minha segunda casa. Que fui acolhida desde meu primeiro dia em Porto Alegre e que isso me fez tão bem mesmo morando longe da minha família, da qual sempre fui muito próxima.
Uma das minhas lembranças de quando comecei a entender o futebol e escolher o Inter como meu time, eram os recortes de jornais com fotos e notícias com os quais fiz um mural no meu quarto enaltecendo o Inter. Colecionei revistas, guardei posters, levava para casa os jornais de quando eu vinha nos jogos e guardava todos com muito carinho. Parecia que eu previa o que eu faria no futuro. Que seria trabalhar no Arquivo do Sport Club Internacional. (Tudo que vivi até aqui) me faz acreditar ainda mais que deu tudo certo, que era para acontecer, que o sonho e a identificação com um clube é muito forte e pode ajudar muito uma pessoa. Que o futebol é muito mais que futebol.






Este foi um breve relato da minha história com o Inter, convido a todos os colorados que tiverem interesse em compartilhar suas histórias, a entrarem em contato conosco por e-mail e escreverem para nosso blog: arquivohistorico@internacional.com.br

Fonte:
Colorados Nada Vai nos Separar - organização Jana Lauxen - Editora Multifoco - Rio de Janeiro/2012





0 comentários:

Postar um comentário