terça-feira, 1 de setembro de 2015

Memórias Coloradas: Walmir Aloisio Rauber

A colorada Vitória Rauber entrou em contato com a gente através da página do Arquivo Histórico no Facebook. Ela contou que seu pai, Walmir Aloisio Rauber, havia jogado no Sport Club Internacional e se disponibilizou a contar um pouco da história desse atleta, utilizando as palavras do mesmo. Abaixo um pequeno resumo feito pelo sr. Walmir, conhecido como Ico:

"Meu nome é Walmir Aloisio Rauber,mas como jogador era conhecido como Ico. Comecei a jogar muito cedo, em 1975, com 15 anos, já jogava no time profissional do Guarani de São Miguel do Oeste - SC. Em agosto de 1976, me transferi para o Infanto Juvenil do Internacional. Em 1977 me submeti à uma cirurgia no joelho direito, desde então tive problemas no mesmo joelho, mas isso não me impediu de continuar jogando. Na taça São Paulo de Futebol Junior, participei nos anos de 1979 e 1980. No ano de 1980 fomos Tri-campeões da Taça, e no mesmo ano também fui campeão brasileiro de seleções com a seleção gaúcha de juniores. Também em 1980, ainda como júnior, fiz minha estreia no time profissional do Internacional jogando contra o time do gaúcho de passo fundo, pelo Campeonato Gaúcho. Logo depois, joguei mais três partidas pelo time profissional do Inter. Em 1981, passei ao profissional, fui emprestado para o Chapecoense onde fiquei 3 meses, voltei e fui emprestado para o São Gabriel. Na minha estreia no time, jogando contra o Grêmio, tive um estiramento muscular e fui internado com rupturas de fibras musculares. Voltei ao Inter e fiquei até o final do ano de 1981, depois saí e fui jogar no Aimoré. Em 1982, classificamos o Aimoré após 10 anos para a 1ª divisão do futebol gaúcho. No ano de 1983, joguei até julho do mesmo ano e fui obrigado a interromper em função da lesão no joelho direito, pois de 1977 à 1983 só jogava a base de infiltrações. Com 23 anos parei de jogar futebol profissional. E por fim, no ano de 1984, trabalhei como treinador da Escolinha do Internacional. Sinto muitas saudades disso tudo, guardo tudo como boas recordações." 


Em conjunto ao relato, Vitória também nos enviou algumas matérias de jornal que falavam sobre o atleta, como podemos ver abaixo:





Buscamos em nosso acervo algumas informações sobre o atleta e localizamos sua ficha de inscrição no Sport Club Internacional, que pode ser conferida a seguir: 


Tem uma história parecida? Compartilhe com a gente! 

0 comentários:

Postar um comentário