terça-feira, 16 de agosto de 2016

Libertadores 2006!

Há dez anos, o S. C. Internacional, conquistava um dos mais importantes títulos do futebol: Copa Libertadores da América.
Foi uma bela jornada pela América. O time do técnico Abel Braga superou seis adversários diferentes em 14 partidas para conquistar o inédito título para o clube colorado. 

                  
A equipe contava com o experiente goleiro Clemer em grande fase. Na lateral-direita, Elder Granja e Ceará revezavam-se. Na defesa, Bolívar descobria sua verdadeira posição: zagueiro. Ao lado do incansável e voluntarioso Índio e do clássico Fabiano Eller, complementavam-se, formando um trio intransponível. Na ala-esquerda, Jorge Wagner soltava-se para para o apoio pelo flanco ou penetrando pelo meio, além de ser o cobrador de faltas.

O time, Jornal do Inter 2006
LIBERTADORES/ A Campanha

INTER DEIXA ESCAPAR A VITÓRIA NO FINAL

16/02/2006 MARACAIBO X INTERNACIONAL
O Internacional estreou na Copa Liberadores da América com um empate diante do Maracaibo, em partida disputada em Maracaibo, na Venezuela, válida pelo Grupo 6. O lateral Ceará marcou o gol em um belo chute de fora da área, aos 3min20seg do segundo tempo, mas Maldonado empatou aos 43min30seg da etapa final. Com o resultado, o Inter passou a ocupar a vice-liderança do grupo ao lado do Maracaibo com 1 ponto. 

Internacional: Clemer; Ceará, Bolívar, Fabiano Eller e Rubens Cardoso; Fabinho, Edinho, Tinga (Jorge Wagner) e Michel (Adriano); Iarley (Perdigão) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

INTER DÁ SHOW E VENCE O NACIONAL 

23/02/2006 INTERNACIONAL x NACIONAL
O Inter venceu o Nacional, do Uruguai, por 3 a 0, no Beira-Rio. Foi uma partida praticamente perfeita do Inter. Os jogadores entraram em campo com muita disposição, disputando cada lance com vigor, sem dar chance ao adversário.
Aos 20min, Fernandão fez um passe na medida para Michel, às costas da zaga uruguaia: o atacante driblou o goleiro e tocou com categoria no canto esquerdo. 1 a 0. E não demorou para o Beira-Rio explodir novamente de felicidade. Aos 22min30seg, Ceará cobrou com precisão uma falta da esquerda e Fernandão subiu mais alto que os zagueiros para ampliar o placar em uma bela cabeçada. 2 a 0.

O Inter iniciou o segundo tempo no mesmo ritmo da etapa inicial.
Aos 42min50seg, Rubens Cadoso invadiu a área pela esquerda, driblou Bava, e, sem ângulo, marcou um golaço: 3 a 0.









Internacional: Clemer; Ceará, Fabiano Eller, Bolívar e Rubens Cardoso; Fabinho, Perdigão, Tinga (Adriano) e Michel (Mossoró); Iarley (Jorge Wagner)e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

INTER VENCE DE VIRADA O PUMAS NO MÉXICO

08/03/2006 PUMAS x INTERNACIONAL
O Internacional venceu o Pumas por 2 a 1, de virada, em partida disputada em uma madrugada de quarta para quinta-feira na Cidade do México, válida pela terceira rodada do Grupo 6 da Copa Libertadores da América. Com o resultado, o time colorado manteve a liderança do grupo com 7 pontos.
Mossoró e Rentería comemorando
Internacional: Clemer; Ceará, Bolívar, Fabiano Eller e Rubens Cardoso (Jorge Wagner); Fabinho, Edinho (Mossoró), Tinga e Iarley; Michel (Rentería) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

VIRADA ESPETACULAR DO INTER PARA CIMA DO PUMAS

22/03/2006 INTERNACIONAL X PUMAS
O Internacional derrotou o Pumas por 3 a 2, de virada, na noite de quarta-feira no Beira-Rio.
O primeiro gol: Aos 36min55seg, do primeiro tempo, Iarley matou a bola na área e cruzou rasteiro, Bernal desviou mas a bola sobrou para Michel só empurrar para o gol de pé esquerdo: 2 a 1. 



Aos 7min5seg, do segundo tempo, Tinga, um dos destaques do jogo, deu um carrinho sensacional no meio-campo, recuperou a bola e abriu na ponta para Michel cruzar. O goleiro Bernal tentou defender e soltou nos pés de Fernandão, que completou de pé esquerdo, fazendo o gol de empante






Internacional: Clemer; Ceará, Bolívar, Fabiano Eller e Rubens Cardoso; Fabinho, Perdigão (Mossoró), Tinga e Iarley (Rentería); Michel (Adriano) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

EMPATE DEIXA INTER PRÓXIMO DA CLASSIFICAÇÃO NA LIBERTADORES

04/04/2006 NACIONAL X INTERNACIONAL
No dia que completou 97 anos, o Internacional empatou em 0 a 0 com o Nacional, em Montevidéu, em partida válida pela quinta rodada do Grupo 6 da Copa Libertadores da América.
Internacional: Clemer; Ceará, Bolívar, Fabiano Eller e Rubens Cardoso; Fabinho, Tinga, Adriano e Michel (Mossoró); Iarley (Jorge Wagner) e Rentería (Rafael Sobis). Técnico: Abel Braga.

INTER GOLEIA POR 4 A 0 E AVANÇA NA LIBERTADORES

18/04/2006 INTERNACIONAL X MARACAIBO
O Internacional derrotou o Maracaibo por 4 a 0 no Beira-Rio, em partida válida pela última rodada do Grupo 6 da Copa Libertadores da
América, numa noite de terça-feira, e avançou para as oitavas-de-final da competição como líder do grupo com 14 pontos. O único representante gaúcho na maior competição da América 

O gol do Inter saiu aos 34min40seg. Fernandão, de peito, ajeitou para Adriano, dentro da área, chutar forte no canto: 1 a 0












Aos 32min10seg, do segundo tempo, Jorge Wagner cobrou falta e Bolívar cabeceou forte. A bola bateu na trave e entrou: 2 a 0.

Aos 38min do segundo tempo, Rentería fez boa jogada pelo meio e tocou para Michel, de fora da área, concluir forte e rasteiro no canto: 3 a 0. Dois minutos depois, Iarley foi a linha de fundo e cruzou forte e rasteiro para Rentería concluir de primeira: 4 a 0.







Internacional: Clemer; Granja, Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Edinho, Perdigão, Tinga (Iarley) e Adriano (Michel); Rafael Sobis (Rentería) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

HERÓICO E BRILHANTE, INTER VENCE NO URUGUAI

27/04/2006 NACIONAL X INTERNACIONAL 
O Internacional venceu o Nacional por 2 a 1, de virada, em Montevidéu, no Uruguai, em jogo válido pelo confronto de ida das oitavas-de-final do Copa Libertadores da América, na noite desta quinta-feira. O time uruguaio marcou primeiro com Vanzini, mas Jorge Wagner, de falta, e Rentería, em um gol antológico, viraram para o Inter. O time colorado terminou o jogo com dois jogadores a menos depois de expulsões de Rentería e Ediglê.

Internacional: Clemer; Granja, Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Edinho, Fabinho, Adriano (Michel) e Alex (Ediglê); Rafael Sobis (Rentería) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.


EMPATE SEM GOLS E CLASSIFICAÇÃO COLORADA

03/05/2006 INTERNACIONAL X NACIONAL
O Internacional empatou em 0 a 0 com o Nacional, de Montevidéu, no Beira-Rio, na noite de quarta-feira, e se classificou para as quartas-de-final da competição. Como havia vencido por 2 a 1 no Uruguai, avançou para enfrentar a LDU, do Equador.

Internacional: Clemer; Elder Granja, Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Edinho, Fabinho, Adriano (Michel) e Alex (Perdigão); Mossoró (Iarley) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

INTER PRECISA DE 1 A 0 PARA AVANÇAR NA LIBERTADORES

10/05/2006 LDU X INTERNACIONAL
O Internacional perdeu por 2 a 1 para a LDU na partida de ida das quartas-de-final, em Quito, no Equador. O gol colorado foi marcado por Jorge Wagner no primeiro tempo. Delgado e Graziani viraram na etapa final. O Inter precisava de uma vitória de 1 a 0 para avançar às semifinais.
Internacional: Marcelo Boeck; Elder Granja, Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Edinho, Fabinho, Perdigão (Ceará) e Alex (Rubens Cardoso); Michel e Fernandão (Rentería). Técnico: Abel Braga.

INTER NAS SEMIFINAIS DA LIBERTADORES DA AMÉRICA!!!

19/07/2006 INTERNACIONAL X LDU
Os primeiros 45 minutos foram marcados por muita disputa em campo, mas o gol não saiu. Com uma atuação sensacional na etapa final, o time de Abel Braga venceu a LDU por 2 a 0 e avançou para as semifinais. Os gols foram marcados por Rafael Sobis e Rentería. Para chegar à tão sonhada final, o Inter teria que passar antes pelo Libertad do Paraguai.

Aos 6min30seg do segundo tempo, Fernandão ganhou de cabeça na intermediária e tocou para Sobis, que ficou com apenas o zagueiro Espinoza pela frente. O atacante colorado foi avançando até a entrada da área, driblou Espinoza e chutou no canto com precisão, marcando um lindo gol. Na comemoração, Sobis correu até a torcida e festejou muito.








Aos 41min30seg, Reasco cruzou e Ambrosi cabeceou, a bola cruzou toda a área com perigo. No contra-ataque, Rentería recebeu lançamento, foi mais rápido que o goleiro Mora e marcou um golaço, chutando de primeira por cobertura. Na comemoração, o colombiano, como já havia feito no Gauchão, foi até a torcida, retirou um cachimbo e uma touca e pulou como um saci.











Internacional: Clemer; Elder Granja, Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Fabinho, Edinho, Tinga (Adriano) e Alex (Perdigão); Fernandão e Rafael Sobis (Rentería). Técnico: Abel Braga.

FICOU TUDO PARA O BEIRA-RIO

27/07/2006 LIBERTAD X INTERNACIONAL
O Internacional empatou em 0 a 0 com o Libertad, em Assunção, no Paraguai, na noite de quinta-feira. Com isso, o time colorado precisa vencer por qualquer escore no jogo de volta, dia 3 de agosto, no Beira-Rio, para avançar às finais da competição.

Internacional: Clemer; Índio, Bolívar e Fabiano Eller; Ceará, Edinho (Wellington Monteiro), Fabinho, Alex (Iarley) e Jorge Wagner; Sobis (Rentería) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

INTER NA FINAL DA LIBERTADORES DA AMÉRICA

03/08/2006 INTERNACIONAL X LIBERTAD
A classificação chegou com uma vitória sobre o Libertad, do Paraguai, por 2 a 0, no Beira-Rio.
O Internacional está na final da Copa Libertadores da América. A classificação chegou na noite desta quinta-feira com uma vitória sobre o Libertad, do Paraguai, por 2 a 0, no Beira-Rio. Os gols foram marcados por Alex e Fernandão em dois lindos chutes de fora da área.


Aos 17min50seg do segundo tempo, Alex avançou pela meia-esquerda, ajeitou a bola e chutou forte. A bola quicou no gramado, tocou na trave e entrou: um golaço!!!!












Aos 22min50seg do segundo tempo, Sobis tocou para Fernandão na entrada da área. O meia-atacante girou e chutou forte, a bola desviou no zagueiro e entrou bem no cantinho: mais um bonito gol!!! O gol da tranqüilidade






Internacional: Clemer; Índio (Wellington Monteiro), Bolívar e Fabiano Eller; Ceará, Edinho, Fabinho (Rentería), Alex (Perdigão) e Jorge Wagner; Sobis e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

SENSACIONAL, INTER VENCE NO MORUMBI

09/08/2006 SÃO PAULO X INTERNACIONAL
O Internacional venceu o São Paulo por 2 a 1,  no Morumbi, na primeira partida das finais da Libertadores da América.
Aos 8min25seg, Edinho fez um lançamento perfeito para Rafael Sobis: o atacante livrou-se da marcação e chutou no canto direito de Ceni para abrir o placar no Morumbi.










Aos 16min, a nação colorada explodiu novamente de alegria. Alex cruzou da esquerda, Fernandão escorou de cabeça para o meio da área, e na tentativa de afastar a bola, Júnior cabeceou contra o gol defendido por Ceni: o goleiro espalmou a bola no travessão, e no rebote, Sobis apareceu livre para marcar: 2 a 0
Depois de 26 anos, para delírio dos torcedores colorados, o Internacional chegaria a final da libertadores 2006.
Internacional: Clemer; Ceará (Wellington Monteiro), Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Edinho, Fabinho, Alex (Índio) e Tinga; Rafael Sobis (Michel) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

A AMÉRICA É VERMELHA!!

16/08/2006 INTERNACIONAL X SÃO PAULO
O Internacional é o maior time da América! O time colorado conquistou o título da Copa Libertadores da América com um empate dramático por 2 a 2 com o São Paulo na noite do dia 16 de agosto no Beira-Rio. Os gols do Inter foram marcados por Fernandão e Tinga.
Aos 29min, gol do Inter. Jorge Wagner cobrou falta da direita, Rogério Ceni tentou defender, mas soltou a bola. Fabiano Eller conseguiu tirar a bola do goleiro com um leve toque e passou para Fernandão, livre, na pequena área. O atacante empurrou de carrinho, com o pé direito, para o gol vazio: Inter 1 a 0. E o Beira-Rio explodiu de alegria.







Sequencia do Gol do Fernandão. PHOTOS CHICO SISTO
Aos 20min40seg, Ceará cruzou para a área, Fernandão cabeceou, Rogério Ceni fez grande defesa. No rebote, o próprio Fernandão passou para Tinga, de cabeça, só empurrar pra rede: 2 a 1 e o Gigante da Beira-Rio foi à loucura.



Gol do Tinga. Fotos: PHOTOS CHICO SISTO
E pela primeira vez, o Inter conquistou o título Continental. Partindo assim, para o Mundial Interclubes no Japão contra os vencedores dos outros continentes, entre eles o Barcelona, o América, do México, e o Auckland.

Pesquisa: Djulia Roos
Fontes: Jornal do Inter 2006
Conteúdo disponível em: http://www.internacional.com.br/conteudo?secao=100

0 comentários:

Postar um comentário